Hard core é no Esquenta para VI Edição do Dia do Rock

TEXTO ESCRITO PARA PUBLICAÇÃO NO JORNAL VIRTUAL UNICA NEWS SOBRE A SÉRIE DE SHOWS QUE ACONTECERÃO ANTES DO FESTIVAL DO DIA DO ROCK – O ESQUENTA. NO 1º ESQUENTA A BANDA SUCO GASTRICO SP JUNTAMENTE COM AS BANDAS ZUMBI SUICIDA, MALEVAH, RUÍDOS DE HORROR E BELINA 5:15 AM – BANDAS DO CENÁRIO PUNK ROCK HARDCORE – Entrar para o underground é se deslocar do lugar-comum … Continuar lendo Hard core é no Esquenta para VI Edição do Dia do Rock

Um diálogo feminista

No início só existe imagem. Vemos uma projeção de uma mulher outorgada de sua voz. Na projeção da imagem da mulher, ela aparece titubeante em relação aos seus desejos, insegura em relação às outras mulheres e suas intenções e predestinada a ser olhada, interpretada e conduzida. Se a luta por espaço social é uma constante na disputa de condução de sua imagem podemos concluir que … Continuar lendo Um diálogo feminista

Quem pode mandar em tudo?

Nascemos e somos conduzidos pela cultura e conhecimento pré-estipulados, ressignificados. Por meios imediatos somos conduzidos pela família pra aprender dominar tantos significados móveis nas diferentes instituições ou quando se veste determinada identidade. Vejo gente inteligente falando tolices ao menosprezar o outro, seja por sua cor, pelo seu local de origem, por seu ofício sem status, por seu gênero ou qualquer escolha que venha a fazer … Continuar lendo Quem pode mandar em tudo?

Falando de enfrentamentos e apatias sociais

1. Pensando na sociedade e na coesão das lutas sociais: o porquê na sociedade alguns partem para os enfrentamentos e manifestações de seus desejos; outros se estagnam, conscientizados ou alienados em relação ao social; 2. Um plano filosófico: Pensar os enfrentamentos e as apatias pelo viés filosófico NECESSÁRIO POSSÍVEL e IMPOSSÍVEL; 3. PROBLEMA: Quando nos é permitido preferimos viver em segurança e bem-estar, se assim … Continuar lendo Falando de enfrentamentos e apatias sociais

Sobre a aflição do agora

Qual é o nosso problema? O país, os políticos, a herança cultural? A Europa, berço cultural da civilização se encerrou em si mesma. De lá chegaram os portugueses, um tanto desengonçados ao nosso ver… Começo de mundo arrastado e sofrido, um tanto primitivo no que diz respeito ao tratar-se. Falo da herança civilizatória. De qualquer forma fomos nos virando, repetindo o velho vício de odiar … Continuar lendo Sobre a aflição do agora

Link externo para Sobre o lançamento da regravação da música Subsídio – Suco Gastrico SP

Sobre o lançamento da regravação da música Subsídio – Suco Gastrico SP

  A experiência de tocar na banda Suco Gastrico SP atravessa todos os níveis de minha vida, posso dizer que talvez o mais óbvio seja o aspecto Político, pois este envolve aquilo que fazemos com o nosso tempo, como são determinadas nossas escolhas e como desenvolvemos nossas aptidões. Afinal aptidões se realçam quando, ciclicamente, fazemos uso delas no nosso tempo qualquer, que é aquele tempo … Continuar lendo Sobre o lançamento da regravação da música Subsídio – Suco Gastrico SP

Uma leitura do filme Gangues de Nova Yorque – perspectiva da origem da democracia

  O político e o social como dois grandes eixos narram a epopeia da Nova Yorque em 1846 na história da origem da democracia na América, mas ao invés de se manter na visão dos grandes nomes da história,  o diretor Martin Scorsese desloca a narrativa centralizada nas versões oficiais para focar na agitação popular e nas várias camadas que se entremeiam entre as rivalidades … Continuar lendo Uma leitura do filme Gangues de Nova Yorque – perspectiva da origem da democracia

Dias Secos

Como continuar a andar sobre o presente se somos estrangeiros desses tempo? Na grande cidade onde se instalam os repressores/controladores da vida como faremos que nos ouçam ? Com o punk rock a audácia suficiente pra enfrentar os dias secos? Aquelas velhas mudanças estão no fim… Morreu  liberté como uma flor… E eu ainda não aprendi viver… Sem que não haverá nada Sem o que … Continuar lendo Dias Secos

Sociedade disciplinar – uma leitura de Vigiar e Punir, rumo à sociedade de controle

A partir da leitura de Vigiar e Punir realizada em sala de aula no curso de Direito foi proposta uma segunda leitura de diferentes textos, como matérias jornalísticas, ensaios filosóficos e na área do Direito, resumos da obra citada, leituras comparadas etc a escolher. A ideia foi vencer o espanto em relação às obras foucaultianas nos primeiros contatos com sua obra partindo da frequência do … Continuar lendo Sociedade disciplinar – uma leitura de Vigiar e Punir, rumo à sociedade de controle